sábado, 9 de abril de 2016

And Then There Were None - Agatha Christie

"It's not an accident - that's what I say. It's part and parcel of the whole business. It's all bound up together.
'And Then There Were None', Agatha Christie
Em 1939, tinha início a II Guerra Mundial e Agatha Christie colocava numa ilha quase deserta 10 indefesos "soldados" num dos mais conhecidos livros de mistério que escreveu. 'And Then There Were None" é um extraordinário exercício criativo de construção de uma assassínio em massa cujo assassino está no meio deles, mas não desliza uma única vez.

São 10 pessoas que não se conhecem, atraídas por motivos diversos para a Soldier Island por um misterioso U. N. Owen, que desconhecem também, e que não aparece para os receber. Depois de, no primeiro jantar na casa da ilha, todos serem acusados de contribuir para a morte de 10 outras pessoas sem serem julgados por isso, assistimos às suas mortes de acordo com um poema popular que descobriram nos seus quartos, até não sobrar nenhum para contar a história.

terça-feira, 5 de abril de 2016

O Caminho Fica Longe - Vergílio Ferreira

No centenário de Vergílio Ferreira e 20 anos após a sua morte, a Quetzal lançou uma nova edição do primeiro livro do autor, escrito em 1939 e publicado em 1943, cuja primeira edição foi apreendida pela censura. 

'O Caminho Fica Longe' é o despertar do romancista em Vergílio Ferreira, aos 23 anos, ainda sem querer apegar-se a uma corrente de escrita específica, mas começando já a sentir- se a presença de duas ideias características da sua obra: uma preocupação neo-realista e um pensamento existencialista muito próprio.

(Meu Deus, que tentação! Afinal, amo-o, amo-o muito! Cada um tem no mundo um caminho só. E só esse caminho tem estrelas e lua e cores… Deus faz as almas aos pares” (p.89)

Crítica completa em maquinadeescrever.org :)